Chileno se suicida após matar filha de 3 dias em ritual

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 03/05/2013 - 11h57

O chileno Ramon Castillo, de 36 anos, se suicidou nesta quarta-feira (01/05), após ser acusado de assassinar sua filha, um bebê de 3 dias. O acusado de assassinar a recém-nascida em ritual religioso se enforcou em uma casa abandonada em Cuzco, no Peru.


A polícia já procurava o foragido desde novembro de 2012 quando jogou a criança em uma fogueira. Castillo era líder de uma seita e cometeu o crime por acreditar que a bebê era o anticristo e que sua existência traria o fim do mundo.

De acordo com a polícia chilena, quatro pessoas foram presas, inclusive a mãe da criança que autorizou o sacrifício do filho.

Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: zoomin , sacrifício , religião , religioso , filho , menino , suicídio , chileno , morte , assassinato ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos