Cineasta pede nova eleição no Irã

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 24/06/2009 - 07h39

O cineasta iraniano Mohsen Makhmalbaf, diretor do filme "Kandahar" (2001), pediu que sejam realizadas novas eleições no Irã com a presença de observadores internacionais para evitar "mais fraudes" e que o mundo não reconheça Mahmoud Ahmadinejad como presidente do país.

Em entrevista coletiva em Roma, Makhmalbaf, porta-voz do candidato reformista Mir Hussein Moussavi, denunciou que a reeleição de Ahmadinejad no pleito de 12 de junho foi "um golpe de Estado".

O cineasta afirmou que Moussavi tinha recebido a notificação de sua vitória e enquanto estava preparando o discurso que ia pronunciar após ser proclamado presidente foi informado de "que não podia ganhar".

Palavras-chave: jovens , presidente , voto , Irã , eleitorado , protestos , Mahmud Ahmadinejad , eleições , cineasta ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos