Clientes de prostitutas podem ser multados na França

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 05/12/2013 - 14h33

O projeto de lei que combate à prostituição aprovado nesta quarta-feira (04/12 ) pelo Parlamento francês continua causando revolta entre as principais interessadas: as prostitutas. 

Após os deputados aprovarem a lei por por 268 votos a favor e 138 contra, cerca de uma centena de profissionais do sexo reuniram-se próximo à Assembleia Nacional francesa para se manifestar contra o mais controverso dos parágrafos do texto, o que inclui a penalização de clientes.

Segundo o texto da lei, quem utilizar serviços de prostitutas pode ser multado em 1,5 mil euros (cerca de R$ 4,8 mil), mas a taxa pode ser substituída por um estágio de conscientização sobre tráfico de seres-humanos e exploração sexual. Em caso de reincidência, a multa passa a 3.750 euros (cerca de R$ 12 mil).

Ao apresentar o projeto de lei à Assembleia, a deputada socialista Maud Olivier afirmou que  “a ideia é reduzir a prostituição ao reduzir a demanda”.Inspirada no modelo sueco adotado no fim do século passado, a medida é criticada por diversas associações de defesa de profissionais do sexo e ONGs humanitárias. 

Palavras-chave: clientes , prostitutas , prostituta , penalização , multa , multas , frança , projeto de lei , deputada , protesto , protestos , reincidentes , zoomin ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos