Confrontos violentos na Tailândia

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 13/04/2009 - 11h56

Confrontos violentos tomaram conta das ruas de Bangcoc, capital da Tailândia, depois que tropas do exército abriram fogo contra um grupo de manifestantes.

Os simpatizantes do ex-premiê Thaksin Shinawatra pedem a renúncia do atual primeiro- ministro Abhisit Vejjajiva.

Nas últimas horas, mais de 70 pessoas ficaram feridas.

Soldados do governo dispararam e avançaram em direção aos manifestantes num dos principais cruzamentos de Bangcoc.

Com as tradicionais “camisas vermelhas” que identificam a oposição, eles tomaram vários ônibus pra bloquear pontos estratégicos da cidade e chegaram a mandar dois deles em direção as tropas.

Os ativistas, dizem que o atual premiê, no poder há quatro meses, não foi eleito pelo povo e deve deixar o cargo para que novas eleições sejam realizadas.

Vejjajiva declarou estado de emergência e durante anúncio na tv estatal, pediu calma a população.

Há dias, os oposicionistas bloqueiam os acessos à prédios do governo e no sábado chegaram a provocar o cancelamento da reunião de cúpula da Asean.

A crise pode se aprofundar ainda mais em um das maiores potências do continente, depois que vários líderes recomendaram a seus cidadãos que evitem viagens a Bangcoc.

Palavras-chave: crise , confrontos , exército , violentos , bangcoc , Tailândia , renúncia , soldados , Abhisit Vejjajiva , manifestantes ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos