Curdos e policiais turcos se confrontam em festejos do Ano Novo

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 19/03/2012 - 11h32

No domingo (18/03), curdos enfrentaram policiais na Turquia, em meio as comemorações do Noruz, que segundo as autoridades só deveria acontecer no dia 21 de março.


Os confrontos ocorreram quando os manifestantes insistiram em celebrar o Ano Novo curdo antes do tempo. A polícia turca usou jatos d´água e bombas de lacrimogênio; em retaliação, a multidão atirou pedras.


A violência também atingiu Istambul, onde a polícia usou granadas de fumaça contra os mais afoitos, chegando a perseguir um grupo em uma das principais vias expressas da cidade.


O Noruz também é comemorado no Iraque, norte do Irã e Ásia Central, como o início da primavera. Na Turquia, é uma ocasião que gera conflitos entre as forças de segurança turcas e militantes e apoiadores do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em curdo).


Em 1984, o PKK deflagrou uma luta armada em defesa de um Estado independente no sudeste da Turquia. Dos 70 milhões de habitantes cursos, de 12 a 14 milhões são curdos.


Segundo a Wikipedia, o Curdistão é uma região com cerca de 500 mil km², distribuídos em sua maior parte na Turquia e o restante no Iraque, Irã, Síria, Armênia e Azerbeijão.


Atualmente, os curdos são a mais numerosa etnia sem Estado no mundo. São 26 milhões de pessoas, na sua maioria muçulmanos sunitas, que se organizam em clãs e, em algumas regiões, falam o idioma curdo. Suas maiores cidades são Mossul, Irbil, Kirkuk, Saqqez, Hamadã, Erzurum e Diyarbak?r.


Leia mais notícias sobre o Brasil e o mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: PKK , Curdistão , festas , festejos , curdo , turco , violência , festejo , conflitos , confrontos , conflito , festa , comemoração , manifestações , Reuters , Turquia , Ano Novo , manifestação , comemorações , curdos , celebrações , celebração , turcos , manifestantes , confronto ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos