Escavadeira destrói pirâmide maia de 2,3 mil anos em Belize

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 15/05/2013 - 14h30

Autoridades de Belize, na América Central, confirmaram nesta terça-feira (14/05) que uma escavadeira destruiu uma das maiores pirâmides maias do país durante a construção de uma estrada.

O chefe do Instituto de Arqueologia de Belize, Jaime Awe, disse que o templo Noh Mul foi destruído quando operários de uma empreiteira buscavam cascalho para preencher buracos na estrada antes de ela ser pavimentada.


Construído na era pré-colombiana, o templo datava de 2,3 mil anos atrás e apenas uma pequena parte da pirâmide permaneceu de pé. A polícia diz que está investigando o incidente, mas arqueólogos belizenhos afirmam que esta não é a primeira ocorrência de um incidente desse tipo.

O complexo maia está localizado em terras particulares, mas de acordo com a legislação belizenha, quaisquer ruínas pré-hispânicas estão sob proteção do governo. Segundo John Morris, do Instituto de Arqueologia de Belize, os operários sabiam o que estavam fazendo.


Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: belize , maia , pirâmide , escavadeira , templo , pré-colombiana , cascalho , operários , pavimentação , reuters , empreiteira ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos