Estudante de Direito processa Facebook por armazenar sua vida na rede

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 30/11/2011 - 16h11

Um estudante de Direito, na Áustria, está processando o Facebook pelo armazenamento de seus dados. Max Schrems descobriu que a rede social não excluía as mensagens deletadas por ele em seu perfil.


Quando questionado por Schrems, o Facebook afirmou que apenas "removia a página" e não a "deletava". Isso significa que, quando uma informação é publicada no Facebook, ela jamais é excluída.


Depois de muito estresse, ele conseguiu junto ao Facebook o envio de um CD com todas as informações geradas em seu perfil durante os últimos três anos.


Para se ter ideia do tamanho, o arquivo tem mais de 1.200 páginas, divididas 57 categorias de informação, como "cutucadas", pedidos de amizade, religião, fotos e, inclusive, as mensagens deletadas, o motivo do processo.


Para acompanhar o caso, o estudante de Direito criou o site "Europe versus Facebook".


Leia também em Último Segundo:


Facebook pode ser punido na Europa por vender dados pessoais


Facebook admite erros e faz acordo sobre privacidade com EUA


Veja também na TViG:


Penetras publicam fotos no Facebook


Clooney prefere exame de próstata a Facebook


Facebook influencia comportamento humano


A força das redes sociais

Palavras-chave: processo , justiça , processo judicial , informações , europe versus facebook , perfil , max schrems , facebook , estudante , áustria , dados , direito , armazenamento ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos