Exército israelense está em alerta após protestos na fronteira com a Síria

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 06/06/2011 - 11h34

O Exército israelense está em alerta na linha de cessar-fogo com a Síria nas Colinas de Golã um dia após a morte de 23 pessoas, segundo o governo sírio.


Entre os mortos estão vários palestinos que tentavam cruzar a fronteira.


O Exército de Israel negou as informações das autoridades sírias sobre um balanço de 23 vítimas fatais e 350 feridos, afirmando que só teve conhecimento de "10 mortos por explosões de minas sírias".


Centenas de manifestantes, com bandeiras palestinas e sírias, tentaram passar e derrubar uma primeira linha da fronteira de arame farpado, antes de um campo minado próximo da cidade de Majdal Chams, na parte ocupada de Golã.


Os manifestantes queriam comemorar o aniversário da "Naksa", a derrota árabe na Guerra dos Seis Dias em 1967.


Leia mais em Último Segundo.

Palavras-chave: Israel , exército , protestos , fronteira , vítimas , colinas de Golã , soldados , Síria , manifestantes , sírios , manifestação , palestinos ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos