Expedição busca pistas da aviadora pioneira Amelia Earhart

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 09/07/2012 - 12h54

A expedição que busca comprovar a teoria de que a pioneira da aviação Amelia Earhart sobreviveu ao acidente que sofreu há 75 anos e permaneceu em uma ilha deserta partiu no dia 4 de julho do Havaí.


O navio da Universidade do Havaí zarpou do Porto de Snug sob um céu escuro e chuvoso em direção a Kiribati, no centro do Oceano Pacífico, para iniciar uma odisseia de 26 dias.


Earhart (1897-1937), uma das mulheres piloto mais importantes da história da aviação, desapareceu em 1937, aos 39 anos, quando tentava dar a volta ao mundo.


A expedição utilizará tecnologia de ponta para mapear o fundo do oceano, como um dispositivo de controle remoto semelhante ao que conseguiu encontrar as caixas pretas do avião da Air France que caiu no Atlântico enquanto fazia o percurso Rio de Janeiro-Paris em 2009.


Quando seu avião desapareceu em 2 de julho de 1937, Earhart estava voando com seu copiloto, Fred Noonan, na última etapa de uma ambiciosa volta ao mundo ao longo do equador, a rota mais longa.


Leia mais notícias do Brasil e do Mundo no Último Segundo.

Palavras-chave: destroços , avião , aeronave , mistério , queda , Amelia Earhart , sumiço , ilha , desaparecimento , aviadora , reuters , morte ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos