Filhos de Bin Laden não estão convencidos da morte do pai

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 11/05/2011 - 15h29

Os filhos de Osama bin Laden acusaram nesta terça-feira (10/05) os EUA de violação dos fundamentos do direito internacional ao terem "executado de forma sumária um homem desarmado" e pediram uma investigação mais apurada dos fatos.


Em declaração ao jornal "The New York Times", os filhos adultos do líder da rede terrorista Al Qaeda dizem "não estar convencidos da morte de seu pai biológico", diante da falta de provas disponíveis, como "o corpo, fotografias ou vídeos", e pedem "provas conclusivas para acreditar nas histórias publicadas" com relação à morte.


Além disso, chamam a atenção sobre o "exemplo" que os EUA deram em relação ao direito de ter um julgamento justo e à presunção de inocência até que se prove sua culpabilidade por um tribunal, algo que, lembraram, foi oferecido ao ex-líder iraquiano Saddam Hussein e ao iugoslavo Slobodan Milosevic.

Palavras-chave: Osama , bin Laden , Paquistão , , Al Qaeda , 11 de setembro , filhos biológicos , Obama , EUA , assassinato , Afeganistão , Torres Gêmeas , Barack Obama , morte Osama , World Trade Center , terrorista , Osama bin Laden , terrorismo , morte , provas ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos