FMI: Aumenta pressão para europeu assumir a Diretoria

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 20/05/2011 - 16h14

Aumenta a pressão para que um europeu assuma o cargo de diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI). Em uma uma entrevista coletiva, nesta sexta-feira (20/05), durante a visita do presidente paraguaio, Fernando Lugo, à Alemanha, a chanceler Angela Merkel falou sobre o assunto.


A chefe de governo alemã não hesitou ao elogiar a ministra das Finanças da França, Christine Lagarde, apontada como favorita para substituir Dominique Strauss-Kahn. O ex-todo poderoso do FMI pediu demissão na quinta-feira (19) do cargo, devido ao escândalo no qual é acusado de assédio sexual e tentativa de estupro, nos EUA.


Antes de insinuar quem levará o apoio da Alemanha na corrida pelo cargo, Merkel lembrou aos repórteres que Strauss-Kahn deve ser considerado inocente até provem o contrário. A chanceler alemã disse que diante do enfraquecimento do euro, o ideal é ter um europeu ocupando a função.


"Ainda não posso dar um nome, mas posso dizer que todos que foram apresentados têm grande reputação. Tenho muito respeito pela ministra das finanças da França, e não é de de hoje. Mas isso não é o anúncio de um apoio, apenas um comentário geral", disse a chanceler.


Leia mais em iG Economia:


Merkel diz recomendar Lagarde para chefiar FMI


Strauss-Kahn deve deixar prisão, mas destino ainda é desconhecido


Palavras-chave: diretoria , estupro , França , demissão , Angela Merkel , abuso sexual , Fundo Monetário Internacional , diretor , Europa , diretora , euro , acusação , Dominique Strauss-Khan , diretor-gerente , candidatura , AFP , ministra , Alemanha , Christine Lagarde , pressão , FMI ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos