Fundador da McAfee será interrogado em caso de homicídio em Belize

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 14/11/2012 - 14h53

O americano John McAfee, pioneiro dos sistemas antivírus, procurado pelas autoridades da paradisíaca ilha de Ambergris Caye, Belize, para ser interrogado após o assassinato do vizinho, declarou à revista Wired que se escondeu quando a polícia entrou em sua mansão e que não vai entregar-se às forças de segurança.


Na segunda-feira, o oficial Marco Vidal, que comanda a brigada de combate ao crime organizado (GSU), disse que McAfee é "procurado para ser interrogado em uma investigação por homicídio". No domingo, a polícia compareceu à mansão do milionário americano, mas não encontrou ninguém.


Gregory Faull, 52 anos e natural da Flórida, foi encontrado morto pela empregada doméstica no domingo em sua casa de Ambergris Caye, ao lado da mansão de McAfee.


McAfee declarou à revista Wired que não sabe nada sobre a morte de Faull, apenas que o vizinho foi baleado, e acrescentou que teme estar sendo procurado pelo assassino de Faull.


Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: vizinho , software , britânico , polícia , metanfetamina , autoridades , McAfee , governo , tiro , Belize , procura , imprensa , crime , processo , ligação , reuters , denúncias ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos