Gordon Brow descarta reforço de tropas

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 13/07/2009 - 14h11

A crise militar coincide com o envolvimento das forças britânicas na ofensiva contra insurgentes talibãs na província de Helmand, com o objetivo de melhorar a segurança na região nos meses que antecedem as eleições no Afeganistão. A maioria das recentes baixas militares foi causada por ataques a bomba.

A liderança militar britânica e partidos da oposição pedem o envio de mais soldados e helicópteros. O primeiro-ministro Gordon Brown, que se encontrou em abril deste ano com o presidente afegão, Hamid Harzai, insiste que há recursos disponíveis para vencer esta guerra e que a operação contra os talibãs no sul do Afeganistão é um sucesso.

Apesar da pressão, o primeiro-ministro britânico, afirmou que o país tem as forças necessárias para a missão no Afeganistão, defendeu a estratégia do governo em nome do combate ao terrorismo, e descartou qualquer reforço de tropas em curto prazo.

Palavras-chave: eleições , soldados , taliba , crise militar , afeganistão , morte , gordon brow , forças , helmand ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos