Gravação acusa presidente de assassinato

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 12/05/2009 - 07h59

O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, a esposa dele e os mais íntimos assessores do chefe de Estado foram acusados pelo advogado guatemalteco Rodrigo Marzano de assassiná-lo, em um vídeo supostamente gravado antes de ele ser morto a tiros no domingo e que só foi divulgado na última segunda-feira.
Cópias da gravação, de 18 minutos de duração, circularam durante o enterro do advogado e foram disponibilizadas nos sites dos jornais locais "Prensa Libre" e "El Periódico". Nas imagens, Rodrigo Rosenberg Marzano aparece sentado em uma escrivaninha explicando as razões pelas quais previa que seria morto.

Palavras-chave: guatemala , morte , assassinado , presidente ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos