Ingleses descobrem tesouro enterrado há dois mil anos

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 28/06/2012 - 13h28

Após mais de 30 anos de buscas, os ingleses Reg Mead e Richard Miles encontraram cerca de 50 mil moedas de prata celtas, cada uma valendo em média 200 libras esterlinas (o equivalente a R$ 644), em um valor total estimado de 10 milhões de libras esterlinas (o equivalente a R$ 32 milhões).


Ao perceber a magnitude do que estavam prestes a descobrir, Reg Mead e Richard Miles entraram em contato com arqueólogos profissionais para fazer a escavação das moedas.


Após quatro dias, o tesouro foi finalmente trazido à tona e agora será objeto de um inquérito para determinar direitos de propriedade.


O local em que o tesouro, embalado em argila e pesando uma tonelada, é mantido em segredo.


Mead e Miles já suspeitavam que houvesse um tesouro – e o procuravam –na região há três décadas, quando ouviram rumores de que um agricultor tinha encontrado algumas peças de prata em sua terra. Em fevereiro de 2012, encontraram um estoque de 120 moedas. Na semana passada, finalmente descobriram “a sorte grande”.


“Este é o maior tesouro de moeda celta acumulado já encontrado, o que é tremendamente excitante”, disse Neil Mahrer, do museu Jersey Heritage Museum, que ajudou a encontrar o dinheiro.


O recorde anterior ocorreu em 1935 na mesma região, quando mais de 11 mil moedas foram descobertas.


Leia mais notícias do Brasil e do Mundo no Último Segundo.

Palavras-chave: libras , escavação , canal da mancha , celtas , celta , ingleses , esterlinas , ilha de jersey , tesouro , Reg Mead , Richard Miles , prata , moedas , reuters , moeda , descoberta , arqueólogos ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos