Livro que questiona versão oficial sobre morte de Bin Laden é best seller nos EUA

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 08/09/2012 - 18h09

Um relato de primeira mão obtido de um dos fuzileiros navais que participou da operação que teve como desfecho a morte de Osama Bin Laden contradiz a versão oficial do governo Obama.


O livro “No Easy Day” (“Não há dia fácil” – livre tradução) questiona se o afegão realmente teria apresentado uma tentativa de resistência quando os comandos SEAL da Marinha americana invadiram o complexo em Abbottabad e o mataram.


A obra de Matt Bissonette (que havia conseguido manter sua identidade em sigilo por meio do pseudônimo Mark Owen) conquistou o 31º lugar na Amazon já no dia do lançamento.


Desde então a publicação tem despertado o interesse dos leitores e agora está na 1ª posição. Em ano eleitoral, nos EUA, o livro pode ser grande inimigo para o presidente Obama que pretende se reeleger.


De acordo com o jornal Telegraph, o Pentágono ameaçou processar o autor por divulgar informações confidenciais e fornecer dados sobre operações aos inimigos dos Estados Unidos.

Palavras-chave: reuters , osama , muçulmano , fuzileiro , eua , osama bin laden , mark owen , morte , afegãos , al qaeda , ex-fuzileiro , estados unidos , terrorismo , afeganistão , afegão , terrorista , pentágono , livro , naval , processo , governo , estados unidos , matt bissonette ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos