Manifestantes entram em confronto com polícia de La Paz

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 17/05/2013 - 14h30

O clima de convulsão social prevalecia nesta quinta-feira (16/05) no décimo primeiro dia de greve com bloqueios de estradas e ruas e manifestações de trabalhadores armados com dinamite que ameaçaram o Palácio presidencial, em meio aos apelos por diálogo feitos pela ONU e pela Igreja Católica.

Usando dinamite, os manifestantes tentaram sem sucesso furar o controle policial da simbólica Praça de Armas do centro de La Paz, onde ficam a Palácio presidencial e o Congresso. Ambos estavam fortemente protegidos e fechados para o tráfego.

Enquanto isso, as mulheres dos policiais de baixo escalão anunciaram que vão entrar em greve de fome. Entre as reivindicações, está a aposentadoria no valor integral. Segundo elas, seus maridos estão à beira de um motim, o que foi negado pelo comandante da Polícia, coronel Alberto Aracena.

Pouco antes, o governo boliviano denunciou um interesse conspiratório na greve da Central Operária Boliviana (COB), maior organização sindical do país. As acusações foram rejeitadas pela entidade.

Os protestos se espalharam por outras cidades, como Cochabamba (centro), Santa Cruz (leste), Pando (norte), Potosí (sudoeste) e Chuquisaca (sudeste).

Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: ativistas , ativista , manifestação , manifestantes , manifestante , protesto , protestos , greve , trabalhadores , sindicatos , sindicato , la paz , bolívia , bolivianos , boliviano , aposentadoria , salário , zoomin , polícia , gás lacrimogênio , dinamite ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos