Monges e ambientalistas se unem para salvar tartarugas no Camboja

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 13/06/2011 - 15h05

Monges e ambientalistas do Camboja lançaram um novo projeto de conservação para salvar da extinção a Pelochelys cantorii, nome científico da tartaruga gigante de casco mole asiática, uma das maiores e mais raras de sua espécie, em todo o mundo.


Eles criaram um centro dedicado a essa tartaruga, dentro de um templo próximo à cidade de Kratie, no rio Mekong, com o apoio da organização não governamental Conservação Internacional.


Um dos objetivos do projeto é garantir o desenvolvimento dos filhotes até que tenham chances de sobreviver sozinhos na natureza.


A espécie de tartaruga, que pode pesar até 50kg, era considerada quase extinta antes de ser redescoberta em um trecho isolado do rio em 2007.


Leia mais notícias sobre o Brasil e o mundo em Último Segundo.


Palavras-chave: monges , tartarugas , extinção , meio ambiente , ambientalistas , conservação , AFP , camboja , preservação ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos