Personalidades discutem a China pós-Jogos Olímpicos

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 01/01/2009 - 18h24

As mais destacadas figuras da arte, do cinema e da arquitetura contemporânea chinesa deram as boas-vindas a 2009 em uma maratona de 12 horas de entrevistas nas quais se discute sobre a situação do país depois dos Jogos Olímpicos.

`O período pós-Jogos na China é triste demais. Os Jogos Olímpicos foram absolutamente um espetáculo de propaganda, e isto é uma tragédia´, afirmou o famoso artista Ai Weiwei, um dos arquitetos que projetou o desenho do Estádio Olímpico Nacional, conhecido como `Ninho de Pássaro´, junto com os suíços Jacques Herzog e Pierre de Meuron. Weiwei, que possui esculturas conceituais que estão sendo vendidas acima dos US$ 3 milhões, disse que com sua participação no desenho do `Ninho de Pássaro´ e com os Jogos esperava que a China, governada pelo Partido Comunista desde 1949, se abrisse mais para o mundo. `Queríamos compartilhar mais os valores internacionais e nos converter em parte da comunidade internacional´, afirmou o artista, cujo blog é um dos mais visitados da China e, curiosamente, ainda não foi censurado, apesar das críticas ao Governo. A `Mini-maratona pós-olímpica´ começou às 14h, no horário de Pequim, e terminou às duas da madrugada.

O criador da idéia, o galerista suíço Hans Ulrich Obrist, escolheu para o evento cerca de 20 dos mais destacados artistas, cineastas, arquitetos e romancistas contemporâneos da China, como o ganhador do Urso de Ouro de Veneza, o cineasta Jia Zhangke, o músico experimental Zhang Anding e o arquiteto Ma Yansong.

Palavras-chave: china , pós-Jogos Olímpicos , discutem , Personalidades ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos