Polícia da França cerca suspeito de ataques contra escola e militares

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 21/03/2012 - 12h45

Um esquadrão das forças especiais da polícia francesa cercou na madrugada desta quarta-feira (21/03) uma residência no norte de Toulouse no qual acreditam estar o suspeito de um ataque a tiros contra uma escola judaica.


O homem, que também é acusado de dois atentados contra militares, foi identificado como Mohammed Merah, 24 anos, um francês de origem argelina que se declarou afiliado à rede terrorista Al-Qaeda. Há informações de que ele planejava lançar um quarto ataque nesta quarta-feira.


De acordo com o ministro francês do Interior, Claude Guéant, o jovem teria dito que os ataques foram realizados para “vingar crianças palestinas mortas no Oriente Médio” e punir a França pelos "crimes" cometidos pela França na intervenção militar no Afeganistão.


A polícia chegou a entrar no local, mas saiu após uma troca de tiros que feriu três policiais. Segundo Gueant, o suspeito disse que se entregará ainda nesta quarta-feira. O ministro acrescentou que o jovem é monitorado há "vários anos" pela França por suas "visões fundamentalistas".


Leia mais em Último Segundo:


Polícia da França cerca suspeito de ataques contra escola e militares

Palavras-chave: França , francesa , campanha , mortes , judeu , assassinatos , assassinato , colégio , israelita , judeus , antissemintismo , antissemitismo , rabino , atentado , presidente , ataques , escola , zoomin , alunos , mortas , investigação , segurança , francês , polícia , morto , morte , antissemita , eleições , eleitoral , morta , imigração , alerta , Toulouse , eleições 2012 , sudoeste , Ozar Hatorah , professor , estudantes , mortos , racista , atentados , crianças , racismo , franceses , atirador , francesas , ataque ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos