Presidente ucraniano diz que manifestações são ameaça ao país

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 21/01/2014 - 12h59

Violentos confrontos continuaram entre manifestantes anti-governo e a polícia pelo segundo dia consecutivo no centro de Kiev na segunda-feira (20/01).

O presidente ucraniano, Victor Yanukovych, disse em uma declaração televisiva que as manifestações antes pacíficas estavam se tornando em uma ameaça não somente para os moradores de Kiev, mas para todo o país.

Na manhã desta terça-feira (21/01), a polícia anti-motim respondia com granadas de efeito moral e bombas de gás lacrimogêneo às pedras arremessadas pelos manifestantes.

Os protestos pró-ocidentais em Kiev começaram em novembro de 2013, depois do presidente arquivar um tratado político e econômico já planejado com a União Europeia e aceitar um pacote de resgate da Rússia. 

Leia mais notícias do Brasil e do mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: ucrânia , ucraniano , polícia , ucranianos , ucraniana , praça da independência , kiev , praça , desocupação , polícia , tropa de choque , ativistas , ativista , manifestação , manifestantes , manifestante , protesto , protestos , zoomin ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos