Preso médico australiano que contaminava pacientes com vírus da hepatite C

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 08/03/2013 - 15h35

James Peters foi condenado a uma pena de 14 anos de prisão por conta da infecção de mais de meia centena de mulheres com hepatite C. Os casos ocorreram em 2008 e 2009, na Austrália, quando James Peters era anestesista numa clínica especializada na prática de abortos, em Melbourne.

 

O ex-médico é acusado de passar o vírus às pacientes no momento da cirurgia. O acusado, contaminado com Hepatite C, era viciado na substância anestésica que usava no procedimento e , antes de aplicar a injeção de anestesia nas pacientes, se auto-injetava com a mesma agulha.

 

Leia mais notçias do Brasil e do mundo em Último Segundo

 

 

 

Palavras-chave: ex-médico , austráli , melbourne , aborto , acusação , corte , julgamento , hepatite c , anestesia , anestesista , viciado , substância , injeção , mundo , prisão , ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos