Vinte chilenos são presos em passeata no Dia da Mulher

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Mundo | 09/03/2012 - 12h43

Ao menos 20 pessoas foram detidas em confrontos entre manifestantes e policiais ocorridos na noite desta quinta-feira (08/03), em Santiago do Chile, durante uma passeata para comemorar o Dia Internacional da Mulher.


A manifestação partiu da Praça Itália e seguiu pela avenida Libertador Bernardo O'Higgins até os arredores do Palácio Presidencial de La Moneda, onde ocorreram os confrontos.


Os distúrbios tiveram início quando um grupo de manifestantes tentou chegar à sede do governo, onde era realizada uma apresentação artística para cerca de 3 mil mulheres.


Os manifestantes atiraram paus e pedras na polícia, que reagiu com jatos d'água e bombas de gás lacrimogêneo.


Durante o confronto, cerca de 20 manifestantes foram detidos, confirmou a polícia.


Leia mais notícias sobre o Brasil e o mundo em Último Segundo.

Palavras-chave: prisão , polícia , Chile , feministas , detenção , La Moneda , ativista , policial , gás lacrimogêneo , feminista , protestos , presidente , jatos d´água , manifestantes , Reuters , Dia Internacional da Mulher , chilenos , chilena , confronto , dia da mulher , chileno , chilenas , manifestação , grupos , ativistas , manifestante , protesto , passeata , palácio ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos