Código Florestal: Rebelo mantém exigências de ambientalistas

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Política | 03/05/2011 - 07h59

O deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) cedeu aos apelos dos ambientalistas e manteve em seu relatório do projeto sobre mudanças do Código Florestal Brasileiro a exigência de 30 metros de mata ciliar para rios com menos de 10 metros de largura.


Em seu texto aprovado na comissão especial criada para discutir o tema, Rebelo havia proposto criar uma nova faixa de rios com até 5 metros e definir a exigência de mata ciliar de 15 metros.


A previsão é de que o texto seja levado a plenário a partir de amanhã e seja votado até quarta-feira (04/05).


Senado - Uma vez aprovado pela Câmara dos Deputados, o projeto de lei que estabelece novas regras para o Código Florestal não deve causar tanta polêmica entre os senadores. Para o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), os senadores já têm participado das negociações em andamento na Câmara, o que demonstra "um grande esforço" na busca de um consenso entre ruralistas e ambientalistas ainda na tramitação da matéria, na Câmara.


A expectativa de José Sarney é que esse consenso possa ser costurado entre os deputados e o projeto de lei chegue já bem amarrado para votação no Senado. "Quando o projeto chegar ao Senado, já chega acordado", frisou o senador.


O parlamentar ressaltou que as negociações estão avançadas praticamente sobre todos os pontos polêmicos do relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Assim, ele acredita que quando o Senado tiver que deliberar sobre a matéria já não haverá mais o que se debater, a não ser um tema já acordado entre os partidos.


Leia mais em Último Segundo:


Relator acata pedidos do governo e tenta votar Código Florestal

Palavras-chave: comissão , relatório , aldo rebelo , texto , votação , comissão especial , aprovação , governo , ambientalistas , deputado , meio ambiente , relator , código florestal ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos