Doações para vítimas no Rio viram moeda política em SP

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Política | 06/05/2011 - 12h05

Nesta semana, a Rádio Bandeirantes veiculou uma notícia sobre o desvio de donativos que deveriam ser enviados para as vítimas das chuvas no Rio de Janeiro.


Os produtos, que foram entregues pela população à Defesa Civil de São Paulo, ficaram esquecidos no galpão e agora estão sendo desviados para escritórios de vereadores, entre eles Ushitaro Kamia (DEM), que os trocam mediante a apresentação de título de eleitor.


A denúncia chegou às mãos do repórter Agostinho Teixeira, que está na emissora há 15 anos.


De acordo com Teixeira, ele recebeu a informação por meio de uma carta, pelo correio. “Chega muita carta ainda, manuscrita, impressa, sem identificação. Nesse caso, tinha dados que era possível perceber a consistência das informações, deu para ver que a pessoa tinha conhecimento do assunto”, conta.


A partir daí, o repórter começou a checar as informações e viu que a história tinha fundamento.

Essa é apenas uma das diversas denúncias feitas pelo repórter da Rádio Bandeirantes. Há cerca de um mês antes do caso vir à tona, ele havia feito uma matéria sobre funcionários fantasmas na prefeitura da Capital.


Antes disso, Teixeira lembra algumas outras que tiveram grande repercussão, como a questão de um esquema de fraude na inspeção veicular. Na ocasião, ele descobriu que algumas oficinas trocavam motores de carros antes de passar pela inspeção e depois colocavam os antigos no local.


Também houve um caso envolvendo o vereador Kamia. “Ele tem uma mansão de milhões na Cantareira, que não foi declarada para o Imposto de Renda e para o Tribunal Regional Eleitoral. Essa foi uma reportagem muito interessante”, contou.

Palavras-chave: chuvas , política , vítimas , vereador , serra fluminense , donativos , enchentes , Rio de Janeiro , Ushitaro Kamia , Kamia , denúncia , doações , denúncia ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos