Argentinos mudam rotina por causa da gripe

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Saúde | 03/07/2009 - 07h43

As autoridades da Argentina aumentaram as medidas de prevenção diante do avanço da gripe suína, que já altera a rotina da população do país sul-americano com mais vítimas fatais por causa da doença.

Segundo o novo ministro da Saúde argentino, Juan Manzur, a gripe suína causou entre "43 ou 44" mortes na Argentina, enquanto cálculos da imprensa local elevam esse número para ao menos 55.

Em alguns municípios da populosa periferia de Buenos Aires, foram suspensas todas as atividades com público, e a Corte Suprema de Justiça resolveu antecipar as férias do pessoal do Judiciário, para evitar a propagação do vírus.

Na província de Buenos Aires, a mais povoada do país, os funcionários públicos com filhos com menos de 14 anos poderão tramitar uma licença especial com salário para ficar com as crianças, diante do fechamento das escolas.

Palavras-chave: Gripe suína , doença , argentina , suína , gripe , vírus ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos