Casos de câncer poderiam ser evitados

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Saúde | 31/03/2011 - 17h48

Nos últimos anos, os brasileiros acompanharam de perto a luta de José Alencar contra o câncer. A doença é a segunda que mais mata no mundo. Muitos desses casos poderiam ser evitados com hábitos de vida saudáveis e exames de rotina.


Se todos fizessem a mesma coisa, três em cada dez casos de câncer registrados no país poderiam ser evitados. Quase 170 mil brasileiros pagam com a própria saúde o preço de anos e anos de maus hábitos. Fumo, bebida, excesso de carne vermelha e alimentos gordurosos.


Uma em cada cinco casos é herança genética. Mas, para a maioria dos pacientes, a falta de cuidado com a própria saúde é o que dispara o gatilho. A obesidade, por exemplo, aumenta as chances de uma pessoa ter câncer, principalmente de intestino, próstata e mama.


Todo esse esforço, que começa com hábitos de vida saudáveis, termina no consultório médico. É onde milhares de casos podem ser evitados com exames de rotina.


Hábitos saudáveis e exames periódicos podem reduzir a ocorrência de novos casos. Mas, e se os médicos conseguissem tratar o paciente antes mesmo de surgir a primeira célula doente? Isso já existe e a ideia completou 15 anos.


Nos Estados Unidos, há uma década e meia foram feitos os primeiros estudos sobre quimioprevenção, ou seja, medicar pessoas que não tenham a doença, mas correm alto risco de desenvolvê-la.


Para chegar lá, as pesquisas se concentram na menor porção do corpo humano. Dentro das células estão os genes que sofrem as mutações e originam o câncer. O objetivo é interromper o processo e evitar a doença.


Leia mais notícias em iG Saúde.

Palavras-chave: ex-vice , tumores , josé alencar , prevenção , tratamento , exames rotina , tumor , saúde , exames , quimioprevenção , exames periódicos , hábitos saudáveis , vida saudável , ex-vice-presidente , câncer , casos câncer , exames preventivos , morte , band ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos