Mal de Alzheimer avança na América Latina

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Saúde | 22/09/2009 - 11h54

O mal de Alzheimer acelera em todo o mundo, e mais rapidamente na América Latina, indica um relatório publicado no Dia Mundial desta doença.

Ao todo, cerca de 35,6 milhões de pessoas sofrem desta doença senil.

A organização Alzheimer's Disease International (ADI), que engloba mais de 70 grupos de diferentes países, assinalou em seu relatório deste ano que o número de casos do mal aumentou aproximadamente cerca de 10% desde 2005.

O relatório calcula que nas próximas duas décadas o número de casos de demência senil mais que dobrará em regiões da América Latina e da Ásia, comparado com um aumento de entre 40% e 60% na Europa e na América do Norte.

Segundo os números divulgados, na Europa o aumento de casos durante as próximas duas décadas será de 40%, na América do Norte, 63%, na América Latina, 77% e nos países desenvolvidos da Ásia, 89%.

A menos que haja novidades substanciais na prevenção e tratamento deste mal, a ADI calcula que em 2050 haverá 115,4 milhões de pessoas no mundo afetadas pela doença que se caracteriza por uma deterioração progressiva das capacidades intelectuais, incluídas memória, aprendizagem, orientação, linguagem, compreensão e julgamento.

Leia mais no Último Segundo:

Cientistas anunciam maior avanço sobre mal de Alzheimer dos últimos 15 anos

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig



Palavras-chave: cura , mal de Alzheimer , demência , casos , saúde , doença , américa latina , avança ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos