Veja os riscos da radiação nuclear à saúde

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Saúde | 16/03/2011 - 07h11

Takashi Morita tem 87 anos e é sobrevivente da radiação provocada pela bomba atômica que devastou a cidade de Hiroshima em 1945. Ele teve a pele queimada e outras reação ao longo do tempo.


Os efeitos de um vazamento nuclear podem durar décadas.


Hoje, o Japão revive o terror da ameaça nuclear por causa dos vazamentos nas usinas de Fukushima, que foram danificadas depois do terremoto seguido por tsumani que devastou o país asiático.


Em caso de vazamento nuclear, as pessoas que estiverem até 1 km de distância da usina, têm as células destruídas. A morte pode ser imediata ou ocorrer em poucos dias. De 2 à 10 km, as consequências, como lesões em orgãos e problemas neurológicos, podem demorar semanas ou meses.


Quem sofre radiação a partir de 10 km, está sujeito a ter doenças ao longo prazo, como alterações glandulares e câncer.


Mas, se usada sob controle, a radioatividade é também uma grande aliada do homem - por exemplo, na medicina.


Nos hospitais, a radiação é utilizada nos diagnóstico e no tratamento de doenças.


Leia mais no iG Saúde:


Os possíveis efeitos à saúde do vazamento da radiação


Palavras-chave: efeitos , saúde , Japão , queimaduras , radiação nuclear , riscos , câncer , radiação , radioatividade ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos