Empresa cria orelhas de gato que são controladas pela mente

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Tecnologia | 11/01/2013 - 15h29

As orelhas de gatinho que funcionam com as ondas cerebrais estão de volta na CES 2013, feira de tecnologia em Las Vegas (EUA).

Produzidas no Japão pela NeuroSky, as orelhas possuem sensores que promovem o movimento do objeto de acordo com sua atividade cerebral. 

A Necomimi (em japonês, neco significa gato, e mimi, orelha) utiliza os algoritmos "Atenção e Meditação" da empresa para responder aos estímulos do cérebro. Na prática, as orelhas se levantam quando você exerce uma atividade cerebral maior e se abaixam quando você está relaxado.

O acessório, que pesa cerca de 200 gramas, consiste em uma tiara plástica com duas orelhas de gatinho, um sensor que fica preso à testa e uma caixa na altura da orelha esquerda, onde ficam quatro pilhas AAA e um botão para ligar e desligar o aparelho. As orelhas podem ser soltas do acessório, deixando só o motor preso à tiara, o que permite que você customize o aparelho com as orelhas que quiser.

 

Palavras-chave: tecnologia , orelha , orelhas , gato , gatinho , cérebro , ondas , cerebrais , sensor , sensores , CES , feira , las vegas , estados unidos , eua , movimento , neurosky , japonês , meditação , estímulos , estímulo , zoomin ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos