Robô responde à força da mente

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Tecnologia | 31/03/2009 - 10h04

As companhias japonesas Honda e Shimadzu apresentaram esta semana os avanços obtidos em projetos de interface cérebro-máquina. Entre as novidades está um capacete eletrônico, computadorizado, capaz de usar a força da mente para dar vida a um robô.

Por enquanto, o pensamento humano pode transmitir poucos movimentos, como gestos com as mãos, os pés e a boca. Mas os engenheiros que desenvolveram o sistema confiam que, no futuro, será possível ampliar as aplicações.

Em entrevista coletiva em Tóquio, os profissionais explicaram que as ordens cerebrais são interpretadas corretamente pelo robô em 90,6% dos casos.

Segundo eles, é a primeira vez que esta tecnologia alcança uma taxa de êxito tão alta - até agora o máximo que haviam registrado era um 66% de acerto.

Palavras-chave: movimentos , Máquina , cérebro , pensamento , capacete , avanços , projetos , mente , tecnologia , japonesa , eletrônico , força , Robô , honda ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos