Ave de 6 milhões de anos ganha animação

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Variedades | 19/08/2010 - 12h56

O Andalgalornis, um pássaro que não voava, viveu há seis milhões de anos no noroeste da Argentina. O animal, de uma espécie conhecida como `pássaro do terror´, agora é objeto de estudo de um grupo de cientistas argentinos, americanos, australianos e franceses.

Eles buscam entender as formas de ataque do predador às presas. Com ajuda da tecnologia, reproduziram o crânio do animal e refizeram os movimentos em três dimensões.

O exemplar estudado media 1,4 metro de altura e pesava 40 quilos. Os cientistas querem determinar o método de caça ao comparar modelos em 3D do animal e de duas espécies atuais, a águia e a seriema. Até agora, os pesquisadores descobriram que, por ter o crânio muito pesado, o animal utilizava golpes como o de um machado para matar a presa antes de devorá-la. Os `pássaros do terror´, que se alimentavam de mamíferos hoje extintos e competiam com marsupiais, se transformaram nos principais predadores da região. Pelo menos um deles, o Titanis, alcançou a América do Norte há três milhões de anos, mas a espécie desapareceu da face da Terra pouco depois.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig

Palavras-chave: animal , ataque , 3d , ciência , recriação , pássaro , extinto , terra , vídeo ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos