Empresa identifica 'DNA' de quadros

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Cultura | 07/01/2010 - 04h18

Uma equipe de engenheiros da Universidade Politécnica de Barcelona criou uma empresa especializada em identificar se uma obra de arte é verdadeira ou falsa, uma tarefa que tem demanda garantida em galerias, antiquários, museus e fundações.


O objetivo é impedir que uma pessoa que recebe um "Picasso" de herança ganhe uma grande dor de cabeça em vez de um presente valioso.

Isso de fato ocorreu com uma família na Espanha, que, diante da dúvida, recorreu a uma empresa que analisou com laser o "DNA" do óleo e identificou que a obra não era autêntica.

Lutar contra as falsificações no mundo da arte ou ajudar a determinar a data em que um quadro foi pintado, desde que a obra não esteja danificada, é o trabalho desses engenheiros que formaram a empresa Actio, situada no centro universitário.

A Actio vai atender a demanda de um setor que reivindica um método não danoso para as pinturas, que aumente as garantias de autenticidade nas transações de arte, além das opiniões subjetivas que possam ser dadas por especialistas.

Leia notícias do Brasil e do mundo no Último Segundo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES DA TViG PELO TWITTER: http://twitter.com/tvig

Palavras-chave: barcelona , empresa , identificação , obras , espanha , picasso , universidade , valiosas , dna ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos