Obras roubadas de museu holandês podem chegar a R$ 40 milhões

enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios
Cultura | 17/10/2012 - 09h43

Sete quadros de grande valor, incluindo obras de Picasso, Matisse, Monet e Gauguin, foram roubados do museu Kunsthal de Roterdã, oeste da Holanda, nesta terça-feira (16/10).


As obras são "O louco (cabeça de Arlequim)", de Pablo Picasso, "Leitora em branco e amarelo", de Henri Matisse, "A ponte de Waterloo" e "A ponte de Charing Cross", de Claude Monet, e "Mulher diante de uma janela aberta", de Paul Gauguin.


Também foram roubados "Autorretrato", de Meyer de Haan, e "Mulher com os olhos fechados", de Lucian Freud. "Iniciamos uma investigação e há especialistas no local", afirmou a porta-voz da polícia de Roterdã, Patricia Wessels.


A polícia foi alertada durante a noite por um alarme, mas quando chegou ao local os ladrões já haviam deixado o museu. O Kunsthal exibe uma mostra de obras da Fundação Triton como parte da celebração de 20 anos, incluindo quadros de Picasso, Van Gogh, Marcel Duchamp e Piet Mondriaan.


Leia mais em iG Gente.

Palavras-chave: furto , ladrão , roterdã , obras de arte , holandeses , holandesa , arte , Matisse , artistas , zoomin , polícia , roubo , museu kunsthal , Monet , holandesas , gaugin , holanda , Picasso , alarme , museu , holandês , ladrões ,

Gostou?

VIDEOS RELACIONADOS

Ver todos